My script

Siga-nos no Facebook

Nosso Instagram

Instagram

quinta-feira, 28 de junho de 2012

A Verdade Sobre o Armagedom e o Oriente Médio


No decorrer da história inúmeras batalhas, campanhas e guerras foram travadas por toda a terra. Algumas foram limitadas em abrangência, outras foram globais. Exércitos lutaram por causa de terra e líderes, amor e lealdade, por causas que foram justas e, na maioria das vezes, injustas. A dor, o sofrimento e a morte causados por estes conflitos e pelos que vivenciamos hoje não podem ser calculados.

A Bíblia nos diz que o futuro também será cheio de guerras. Existe um grande conflito profético que tem chamado a atenção de crentes e incrédulos no decorrer dos séculos – Armagedom. Esta batalha é profetizada como o acontecimento mais catastrófico e devastador da história humana. Quer as pessoas acreditem que acontecerá ou não, elas logo se identificam com a magnitude do seu simbolismo. Isso é comentado direta e indiretamente na literatura, no cinema, na propaganda, nos debates políticos, sermões e comentários culturais. Parece que todo mundo tem alguma noção ou idéia a respeito. Algumas das idéias são bíblicas, muitas não.

Só há um lugar onde se pode encontrar informações precisas sobre Armagedom – a Bíblia. Nas suas páginas proféticas lemos não só sobre Armagedom, mas também sobre os eventos que antecedem e seguem essa guerra final da história humana. Apesar de não termos todos os detalhes de Armagedom, recebemos um panorama geral dos planos de Deus para o futuro.

Por que a Bíblia fala de Armagedom? Porque essa batalha afirma a soberania de Deus sobre a história e nos lembra que há um propósito e plano divino que não será frustrado. Um dia Deus acertará todas as contas, julgará todo mal e estabelecerá um reino universal de justiça. A esperança dos crentes no decorrer dos séculos será realizada com a Segunda Vinda de Jesus Cristo e a derrota daqueles que se opuseram a Ele em Armagedom. É por causa dessa esperança que estudamos as profecias, esperando o cumprimento das promessas de Deus.

O Que a Bíblia Diz Sobre Armagedom?

Lemos sobre Armagedom em Daniel 11.40-45; Joel 3.9-17; Zacarias 14.1-3; Apocalipse 16.14-16. Essa grande batalha acontecerá nos últimos dias da Tribulação. João nos fala que os reis do mundo se reunirão "...para a peleja do grande dia do Deus Todo-Poderoso. ...no lugar que em hebraico se chama Armagedom" (Apocalipse 16.14,16). O local da reunião dos exércitos é a planície de Esdraelom, ao redor da colina chamada Megido, que fica no norte de Israel, a cerca de 32 quilômetros a sudeste de Haifa.

Segundo a Bíblia, grandes exércitos do Oriente e do Ocidente se reunirão nessa planície. O Anticristo reagirá a ameaças ao seu poder provenientes do sul. Ele também tentará destruir a Babilônia restabelecida no leste antes de finalmente voltar suas forças contra Jerusalém. (Durante centenas de anos a Babilônia, localizada no atual Iraque, foi uma das cidades mais importantes do mundo. Segundo Apocalipse 14.8; 16.9; e 17-18, ela será reconstruída novamente nos últimos dias como uma cidade religiosa, social, política e economicamente poderosa). Enquanto o Anticristo e seus exércitos atacarem Jerusalém, Deus intervirá e Jesus Cristo voltará. O Senhor destruirá os exércitos, capturará o Anticristo e o Falso Profeta e os lançará no lago de fogo (Apocalipse 19.11-21).

Quando o Senhor voltar, o poder e o governo do Anticristo terminarão. O Dr. Charles Dyer escreve sobre esse evento:

Daniel, Joel, Zacarias identificam Jerusalém como o local onde a batalha final entre o Anticristo e Cristo acontecerá. Todos os três prevêem que Deus intervirá na história para salvar Seu povo e destruir o exército do Anticristo em Jerusalém. Zacarias prevê que a batalha terminará quando o Messias voltar à terra e Seus pés tocarem o Monte das Oliveiras. Essa batalha termina com a Segunda Vinda de Jesus à terra... A batalha termina antes mesmo de começar.

A batalha de Armagedom – na verdade em Jerusalém – será o combate mais anticlimático da história. À medida em que João descreve os exércitos reunidos de ambos os lados, esperamos testemunhar um conflito épico entre o bem e o mal. Mas não importa quão poderoso alguém seja na terra, tal indivíduo não é páreo para o poder de Deus.

O conflito de Armagedom será uma batalha real?

A profecia de Armagedom não é uma alegoria literária ou um mito. Armagedom será um evento real de proporções trágicas para aqueles que desafiam a Deus. Será uma reunião de forças militares reais no Oriente Médio, numa das terras mais disputadas de todos os tempos – uma terra que nunca conheceu paz duradoura. Armagedom será também uma batalha espiritual entre as forças do bem e as do mal. Ela terá o seu desfecho com a intervenção divina e o retorno de Jesus Cristo.

|  Autor: Thomas Ice e Timothy Demynbsp; 
Copilado e adaptado por: Rev. Elimar Gomes-Alves
Siga-nos no twitter: @PrElimarGomes
Deus te abençoe!

quinta-feira, 21 de junho de 2012

Aquário - O surgimento de uma era

         A Nova era não é uma organização, ainda assim centenas de organizações promovem seus ensinos. Não tem uma liderança central, no entanto, seus filósofos e mestres provavelmente chegam a milhares. Não tem um livro oficial com seus dogmas e crenças, mas seus adeptos encontram nutrição para sua fé em praticamente todas as bibliotecas publicas do mundo. Não tem um Deus pessoal para adorar, mas com freqüência promove a idéia de um deus que pode ser encontrado em toda e qualquer parte.

         Finalmente, entramos no novo milênio: o ano 2001. Este terceiro milênio tão aguardado pelos adeptos do movimento Nova Era é conhecido como Era de Aquário, época em que os homens entrariam na fase da maturidade, segundo o conceito de Lauro Trevisan, autor do livro Aquárius, A“Nova Era Chegou”. De acordo com esse escritor, o mundo passou pelas seguintes fases:
  • Infantil
– quando o homem estava inteiramente voltado para o seu mundo exterior.

  • Da adolescência
– surgimento dos grandes sonhos, das aspirações por uma vida melhor, do desejo de conquistar a terra. Período em que os sonhos dos homens eram maiores do que suas próprias realizações.

  • Da mocidade
– quando o mundo atingiu uma evolução incrível. Invenções sobre invenções tornaram a vida muito melhor.

  • Maturidade
– como já dissemos, é a fase atual, na qual estamos entrando; ou seja, a Era de Aquário.
        Ao explicar essas fases, ou eras, Lauro Trevisan emprega terminologias astrológicas, utilizando os signos do zodíaco, para apontar as mudanças que, segundo ele, ocorrem a cada dois mil anos. Assim, temos:
  • A fase infantil é denominada Era de Touro, caracterizada pelo surgimento, na história, de povos que empregavam a força bruta, como, por exemplo, os assírios e os babilônicos.
  • A fase da adolescência é denominada Era de Áries, também conhecida por Era do Carneiro. Nesse período é que teria surgido o povo israelita. Essa teoria aponta para o bezerro de ouro fabricado por Arão a pedido do povo, que se impacientou com a demora de Moisés no Monte Sinai.
  • A fase da mocidade caracterizava a Era de Peixes. Para justificarem esse título, os adeptos do movimento da Nova Era apontam para o símbolo do cristianismo, representado pelo peixe.
  • E, por último, a fase da maturidade, caracterizada pela Era de Aquário, que apregoa a divindade do homem. É a descoberta de um Poder Infinito e de uma Sabedoria Infinita, no âmago da criatura humana, ou seja, o homem é um ser divinizado (Aquárius, A Nova Era Chegou, p. 22).

Lord Maitreya: Um anticristo

        Os leitores da Bíblia estão familiarizados com a palavra anticristo. O Cristo pregado pelos adeptos da Nova Era é um anticristo, que visa unir todas as religiões e seitas dentro doplano que constitui sua invocação na Era de Aquário.
         A palavra anticristo aparece quatro vezes na Bíblia. A saber:
Filhinhos é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora (lJo 2.18).

Todo espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus, mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já está no mundo (lJo 4.3).

Porque já muitos enganadores entraram no mundo, os quais não confessam que Jesus Cristo veio em carne. Este tal é o enganador e o anticristo (2Jo 7).

         O prefixo anti é derivado do grego e quer dizer contra ou oposto a. Todavia, pode significar também em lugar de ou substituto de. O anticristo opor-se-á a Cristo. E fará isso da forma mais diabólica e sutil possível. Fingirá ser o Cristo e, assim, tentará subverter o cristianismo enquanto se faz passar por seu líder. Nada menos que isso não seria uma obra digna do gênio de Satanás.

Outros títulos de anticristo

        Alguns desses títulos aparecem em 2Ts 2.3,8: homem do pecado (v. 3); filho da perdição (v. 3); o iníquo ( v. 8), e em Ap 13.1-3: a besta.

O plano da Nova Era

        A Nova Era pretende controlar o mundo. E fará isso por meio de uma conspiração conhecida como aquariana. O plano elaborado para essa Era consiste dos seguintes pontos:
  • Estabelecer uma nova religião mundial e uma nova ordem política social.
  • A nova religião mundial será o renascimento da religião de mistério da Babilônia.
  • O plano será concretizado quando o Messias da Nova Era assumir o controle. Nesse período o número 666 será aplicado e a nova religião estabelecida
  • Espíritos cósmicos irão ajudar a inaugurar a Nova Era e a aclamar o homem-deus dessa era como o Mestre do mundo.
  • Paz mundial, amor e união serão os slogans da religião.
  • O ensino da Nova Era irá abranger o mundo todo.
  • Os líderes da Nova Era demonstrarão que Jesus não era o Cristo.
  • O cristianismo e as demais religiões serão integrados à religião mundial.
  • Os princípios cristãos serão desacreditados e eliminados.
  • Crianças serão seduzidas espiritualmente nas escolas para promover a Nova Era.
  • A humanidade será levada a crer que o homem é Deus.
  • Ciência e religião serão unificadas.
  • Os cristãos que resistirem a este plano serão exterminados.
         Dos pontos acima expostos, apenas três são de importância fundamental para a Nova Era: líder mundial, governo mundial e religião mundial. Por mais que achemos mirabolante o plano da Nova Era para reger o mundo, temos de admitir que, através da globalização, as nações estão sendo preparadas para receber o governo do anticristo. Conforme apregoam os adeptos desse movimento, este é o tempo da Era de Aquário dentro do novo milênio que ora se inicia.

A Verdadeira Nova Era: O Reinado de Jesus Cristo

        Ao começar por Apocalipse 19.11, Jesus é visto como o Rei dos reis e Senhor dos senhores, que voltará em glória, majestade e poder para julgar aqueles que o rejeitaram e escarneceram. A esperança do glorioso reinado de Cristo está solidamente registrada na Bíblia, de Gênesis a Apocalipse.
         Partindo do livro de Gênesis, encontramos as seguintes referências sobre o futuro reinado de Cristo que o movimento Nova Era procura imitar.

O cetro não se arredará de Judá, nem o legislador dentre seus pés, até que venha Siló; e a ele se congregarão os povos ( Gn 49. 1 0).

Eu, porém, ungi o meu Rei sobre o meu santo monte de Sião (SI 2.6).

Mas, nos dias desses reis, o Deus do céu levantará um reino que não será jamais destruído; e este reino não passará a outro povo, esmiuçará e consumirá todos esses reinos, mas ele mesmo subsistirá para sempre (Dn 2.44).

Eu estava olhando nas minhas visões de noite, e eis que vinha nas nuvens do céu um como o filho do homem; e dirigiu-se ao ancião de dias, e o fizeram chegar até ele. E foi-lhe dado o domínio, e a honra, e o reino, para que todos os povos, nações, línguas o servissem; o seu domínio é um domínio eterno, que não passará, e o seu reino tal, que não será destruído (Dn 7.13-14).

         Nas palavras do anjo Gabriel a Maria encontramos algumas promessas que ainda não se cumpriram, e que certamente terão o seu cumprimento no reinado de Cristo. Disse o anjo Gabriel:
E eis que em teu ventre conceberás e darás à luz um filho, e pôr-lhe-ás o nome de Jesus. Este será grande, e será chamado filho do Altíssimo, e o Senhor Deus lhe dará o trono de Davi, seu pai; E reinará eternamente na casa de Jacó, e o seu reino não terá fim (Lc 1.31-33).

         O apóstolo João, na velhice, foi exilado na ilha de Patmos pelo imperador Domiciano, perto do ano 90 AD. E lá ele obteve uma visão do futuro (Ap 1.10), principalmente sobre a segunda vinda de Cristo, quando o Filho de Deus aparece como o Rei dos reis e Senhor dos senhores, cheio de glória, majestade e poder. O texto diz o seguinte:
E seguiam-no os exércitos no céu em cavalos brancos ... E da sua boca saía uma aguda espada, para ferir com ela as nações; e ele as regerá com vara de ferro; ele mesmo é o que pisa o lagar do vinho do furor e da ira do Deus Todo-Poderoso. E no manto e na sua coxa tem escrito este nome: Rei dos reis, e Senhor dos senhores (19.14-16).

O Cristo da Nova Era

        Quando lemos a invocação que Cristo possa voltar a terra, não se trata do Cristo cuja vinda é registrada em centenas de passagens bíblicas. Os cristãos anseiam a sua volta desde o dia em que o Senhor Jesus foi assunto aos céus e deixou a promessa de que viria novamente: Mt 24.29-31; 2531-34; Jô 14.2-3. Trata-se de um outro Jesus, identificado pelos adeptos da Nova Era como Lord Maitreya. Também conhecido como o avatar da Nova Era. O escritor Benjamim Creme, tido como o João Batista desse Cristo excêntrico, bem que lutou para que tivesse sua posição, como precursor, reconhecida mundialmente. Sua mais feroz tentativa aconteceu em 3 de maio de 1982, quando publicou manchetes de primeira página nos jornais de grande circulação de vários paises. Aqui no Brasil, por exemplo, O GLOBO daquela data estampou a seguinte notícia:
 O mundo já sofreu o bastante... de fome, injustiça, guerra. Em resposta as nossas súplicas, como o mestre do mundo para toda a humanidade, o Cristo está aqui agora. Como o reconheceremos? Quem é o Cristo? Cristo está agora entre nós. Ele não vem para nos julgar, porem para ajudar a humanidade e para inspirá-la. Ele é Maitreya, educador do mundo e da nossa geração humana, uma pessoa para a qual existem diversos nomes: O Messias dos Judeus, o quinto Buda dos budistas, o Mahdi dos muçulmanos e o Krishna dos hindus. Agora ele se revelará para nos conduzir a uma nova era. Esta mensagem da reaparição de Cristo tem sido trazida por um discípulo treinado para esta tarefa por mais de 20 anos. No centro desta hierarquia espiritual está o professor do mundo, Lord Maitreya, conhecido pelos cristãos como Cristo. Da mesma forma que os cristãos esperam pela segunda vinda, os judeus esperam pelo Messias, os budistas pelo quinto Buda, os muçulmanos pelo Iman Madhi e os hindus pelo Krishna. Todos estes são nomes para uma só pessoa. Sua presença no mundo garante que não haverá a Terceira Guerra Mundial.

O que ele está dizendo?

        Minha tarefa será ensinar a vocês como viver em paz, como irmãos. Isto é, mais simples do que vocês imaginam. Meus amigos, para isto é necessário apenas aceitar a compartilhar. Como você pode estar satisfeito com o modo em que atualmente vive; quando existem milhões de famintos morrendo na miséria, quando os ricos ostentam sua riqueza na frente dos pobres; quando o homem é inimigo de seu vizinho, quando nenhum homem confia em seu irmão?

Quando o veremos?

        Ele ainda não declarou o seu verdadeiro estado e o lugar onde está; é conhecido somente por poucos de seus discípulos. Um deles anunciou que em Cristo vai revelar sua identidade e dentro de dois meses falará para a humanidade através de uma transmissão mundial de radio e televisão. Sua mensagem será ouvida interiormente, telepaticamente por todos os povos em seus próprios idiomas. A partir deste momento, com sua ajuda, construiremos um mundo novo.

Líderes do Movimento Nova Era no Mundo

        O movimento Nova Era é uma mistura indefinida de ideologias religiosas, culturais, sociais, políticas e científicas combinadas com o fascínio pelo misticismo oriental, pelo paranormalismo, pelo ocultismo e até mesmo por alguns tipos de psicologia moderna. Com isso, torna-se a soma dos ensinos de vários líderes religiosos. Vejamos o quadro abaixo:
  • Helena P. Blavatsky - Fundou a Sociedade Teosófica em 1875, na cidade de Nova lorque. Morreu em 1891, aos 60 anos de idade. Escreveu os livros The Secret Doctrine (A Doutrina Secreta) e Isis unveiled (Isis revelada). Integram, os ensinos da Teosofia, entre outros, a gnose e o espiritismo, baseados em doutrinas esotéricas (secretas), comunicadas através de mensagens de mestres cósmicos. Constam também de certas variações do ocultismo, como a clarividência, a astrologia, a hipnose, a ioga, seres extraterrestres etc.
  • Alice A. Bailey - (1880 - 1949) Estabeleceu o verdadeiro alicerce do Movimento Nova Era e é reconhecida por muitos como sua sacerdotisa. Foi a terceira presidente da Teosofia. Escreveu vários livros, entre os quais: The Externalisation of the Hierarchy (A Exterminação da Hierarquia); The Rays and The initiations (Os Raios e as Iniciações); Initiation: Human and Solar (Iniciação: Humana e Solar) e The Reappearance of the Christ (O Reapareciinento do Cristo).
  • Marilyn Fergunson - Autora do livro A Conspiração Aquariana, lançado em 1980. A obra investiga uma nova mentalidade, inevitável, que toma conta do mundo. Publicou ainda The Brain Revolution (A Revolução do Cérebro). Realiza conferências sobre dimensionamento da mente e funcionamento do cérebro. Tem viajado a todos os lugares do mundo.
  • Benjamin Creme - Nascido na Escócia em 1922, aos 14 anos apaixonou-se pelos relatos de Alexandra D. Neel sobre os místicos e feiticeiros do Tibete. Mais tarde descobriu as obras de Helena P. Blavatsky, Gurdjeff, Alice Bailey, Swami Vivekananda, Ramana Maharshi, entre outros. Posteriormente, entusiasmado por discos voadores, juntou-se a um grupo que procurava entrar em contato com os nossos irmãos do espaço. Afirma ter recebido mensagens telepáticas desde 1959. É conhecido como o João Batista do novo Cristo, chamado Lord Maitreya.
  • David Spangler - Considerado um profeta, seus dois livros mais importantes são: The Birth of a New Age (Revelação: O Nascimento de uma Nova Era) e Reflections on the Christ (Reflexões Sobre o Cristo).
  • Shirley MacLaine - Considerada um fenômeno, um de seus livros vendeu 2 milhões de exemplares. Ela crê em reencarnação, carma, comunicação com entidades de níveis astrais, através de canalizadores (médiuns), ufologia, Ets, Talismãs, amuletos, pirâmides, runas, cristais etc. Escreveu seis livros campeões de venda: Dançando na Luz, Minhas Vidas, A vida é um Palco, Em Busca do Eu, Você Também Pode Chegar Lá, Não Caia da Montanha. Em Minhas Vidas, ela relata suas aventuras espirituais e jura que já teve seis outras vidas, inclusive uma existência na Atlântida. Está construindo, na Califórnia, a Vila Uriel - uma espécie de retiro onde se poderá escolher entre meditar, regredir a séculos passados ou tentar a cura de doenças por meio de sons e cores. 

Líderes do Movimento Nova Era no Brasil

  • Carmem Lúcia Balhestero - Fundadora da Fraternidade Pax Universal, seu guia é Saint Germain, misteriosa figura do alquimista francês, que apareceu em diversas épocas, tem-se manifestado como uma entidade espiritual cercado de uma legião de seres cósmicos.
  • Lauro Trevisan - Padre, autor de vários livros, tais como: O Poder Infinito de Sua Mente, O Poder Intetior, O Poder Jovem, O Poder da Inspiração, Pensamento de Vida e Felicidade, Os Outros Puderam Você Também Pode, Você Tem Poder de Alcançar Riquezas, O Poder Infinito da Oração, Só o Amor é Infinito, Aquarius - a Nova Era Chegou, Os Poderes de Jesus Cristo, A Vida é Uma Festa.
  • Luiz Antônio Gasparetto - Médium, psicólogo e apresentador de rádio e televisão. Incorpora pintores famosos chegando, em ocasiões de possessão, pintar ao mesmo tempo com as duas mãos e os pés, incorporando três pintores a um só tempo.
  • Mirna Grizich – Reconhecida como guru dos cristais desde 1980, estudou no famoso centro de terapias alternativas: o Esalen Institute, na Califórnia (USA).
  • Paulo Coelho - Iniciou em 1970 os estudos sobre Magia e Ocultismo, que o levaram a ingressar em diversas Ordens Místicas e participar de seminários no mundo inteiro. Em 1986, depois de percorrer a pé a rota medieval de Santiago de Compostella, escreveu os livros O Diário de um Mago; O Alquimista, Brida e As Valkírias, entre outros. 

A Falácia Deste Movimento

        A Nova Era é, pois, uma tentativa de imitar o reinado milenar de Cristo profetizado nas Escrituras.
Os discípulos perguntaram a Jesus: Senhor, restaurarás tu neste tempo o reino a Israel? Ao que Jesus respondeu: Não vos pertence saber os tempos ou as estações que o Pai estabeleceu pelo seu próprio poder(At 1.6-7).

         A tentativa da Nova Era é implantar um período de harmonia e prosperidade no mundo, e isso a partir do 2001. Mas, vejamos o que a Bíblia tem a dizer a respeito:
Pois que, quando disserem: há paz e segurança, então sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão (lTs 5.3).

LINGUAGENS DO MOVIMENTO NOVA ERA

Algumas palavras que nos ajudarão a entender o Movimento Nova Era com a posição Bíblica
Aquário Constelação estelar que segue a constelação dos Peixes (Era Cristã). Isaías 47.13 
Arco-íris Ponte entre o ser humano e a grande mente (Lúcifer). Gênesis 9.13 
Carma Ciclo e seqüência de varias encarnações. Não existe perdão! Hebreus 9.27 
Consciência Cósmica Consciência de grupo ou individuo que vê tudo de forma holística e coletivamente. Tudo se torna relativo, o tempo, o espaço, a moral e até mesmo a morte. I Coríntios 1.21  
Cosmologia Ciência das leis que regem o cosmo: matéria e espiritual. Amós 3.7 
E.T. Personagem extraterrestre. Seres fora do conceito humano (fantasia). Deuteronômio 32.15 
Esotérico Esoterismo – oculto, secreto, escondido, só para iniciados. Efésios 6.12 
Força Interior Forças positivas, Eu superior. 
Forças PositivasForças divinas inerentes em todo o ser humano que devem ser desenvolvidas após terem sido despertadas por praticas esotéricas.Romanos 7.17-20 
GnoseConhecimento esotérico que leva a sabedoria universal e a auto-salvação.I Coríntios 13.1
Governo InteriorDomínio exercido pelos mestres do universo ou pelos iluminados que, na realidade não passam de demônios ou pessoas endemoniadas ou demoníacas.I João 4.1-3 
GuiaGuru, mestre. Pessoa que exerce influencia espiritualista sobre outros.Mateus 23.8-10 
HierarquiaVários graus de poder dos mestres planetários – do Universo.Efésios 6.12 
HipnoseAtitude parapsicológica que visa a dependência de quem é hipnotizado.Gálatas 5.1 
HolísticoVisão global, integral, universal, coletiva das coisas.I João 1.1-2 
IluminadosVeja mestres, hierarquias, guia etc., sendo pessoas ou espíritos.I João 4.1 
IniciaçãoCerimônia secreta, esotérica, oculta, no inicio da carreira de conhecimentos superiores. Veja Gnosis.Apocalipse 2.24 
InterdependênciaTudo depende de todos e de tudo. E isto no campo humano, material, espiritual, etc.I Coríntios 12.27 
InterplanetárioViagem mental por galáxias afora. A alma deixa o corpo, entrosando-se no sobrenatural.Números 24.17 
Mãe terraCaia, Isia, Astarte, Demoter, Hera, Deusa da Fertilidade (feminismo).Juízes 10.6
MaitreyaUma encarnação do cristo do Movimento Nova Era, anunciado em 1982 como a encarnação de Lúcifer.I João 4.1
MantraSilabas ou frases que devem ser repetidas muitas vezes até que passem a fazer parte da pessoa. São usadas em vários métodos de meditação. Exemplo: Ioga.Isaías 8.19
Mateus 6.7 
Mentalidade SuperiorNova mentalidade, percepção esotérica, oculta.Romanos 12.2 
Nova Era
Nova Sensibilidade
Sentir o espírito. Veja Nova Espiritualidade.
Era ou época de Aquário, da inteligência depois de cristianismo.
Isaías 47.13 
Nova EspiritualidadeAlargamento da consciência através de meditação, drogas, etc.Efésios 5.18
PeixesConstelação estelar guiado por Netuno. Conforme a astrologia: a época dos Peixes iniciou-se com o nascimento de Jesus, sendo agora, substituída pela Nova Era.Isaías 47.13 
Pensamento
Positivo
O que é possível pensar, também é possível ser realizado. O subconsciente transforma as idéias em realidade. Romanos 7.22-23 
Plano Universal
Sinergismo
Nova ordem mundial estabelecida por Lúcifer (o cristo do Movimento Nova Era). I João 4.3 
TransformaçãoCooperação em vários níveis, tanto místico como organizatório.Apocalipse 17.13 
Transpersonal ConversãoO instrumental é: Meditação, mantras, praticas esotéricas, lavagem cerebral, pensamento positivo, meditação transcendental etc. Romanos 12.2
UfologiaCiência ou teoria sobre elementos, naves e seres extraterrestres.Tiago 2.19
Viagens AstraisViagens fora do corpo.Isaías 14.12-13
Autor: Natanael Rinaldi

Estamos nestes ultimos dias apenas catalogando matérias que compartilham do nosso entendimento escatologico e desta maneira trazendo até você CARO LEITOR aquilo que entendemos será de grande valia para sua vida e pensamento teologico. 

Ajude-nos a manter este blog funcionando.

Coopere com o nosso ministério divulgando e contribuindo financeiramente. Caso você queira fazer uma oferta via Cartões de Crédito ou de Débito,  ou ainda via deposito bancário, escreva para nós em  egalves7@gmail.com  informando-nos o valor  da sua oferta e seus dados para contato telefonico. Sei que Deus te recompensará rica e abundantemente.

Siga-nos no twitter @PrElimarGomes e ou no FaceBook: PrElimar Gomes-Alves.

Semana de vitórias pra você e sua familia.

terça-feira, 19 de junho de 2012

Sombras do Cumprimento das Profecias

         A Bíblia relata que nos últimos dias os líderes do mundo terão "um só pensamento" e oferecerão "à besta o poder e a autoridade que possuem" (Ap 17.13). Essa é uma idéia-chave que devemos ter em mente quando analisarmos essa grande tragédia causada pelos terroristas nos EUA. É preciso que entendamos também que isso é apenas mais um passo em direção ao cumprimento da profecia bíblica.
         Precisamos compreender que um novo mundo globalizado está sendo criado. Todo o planeta viverá em paz e prosperidade, até mesmo no aspecto religioso. O mundo estará tão unido que"...adorá-la-ão (à besta) todos os que habitam sobre a terra" (Ap 13.8). Esse versículo refere-se claramente ao Anticristo.
         Entretanto, esse alvo não pode ser atingido sem que o Anticristo engane as pessoas. Até mesmo os países democráticos que mantêm as relações mais estreitas no mundo ocidental nem sempre concordam uns com os outros em todas as ocasiões. Para que seja formada uma verdadeira unidade global, o país mais populoso da terra, a China comunista, também deve ser integrado no processo de unificação (ela já foi aceita na OMC – Organização Mundial do Comércio – N.R.). Além disso, o mundo islâmico, com 1,18 bilhões de fiéis, deve ser apaziguado e, de algum modo, chamado a participar como membro igualitário da união das nações. Isso só pode ocorrer quando o Anticristo iludir a todos.
         Devemos relembrar também que Satanás, chamado "o pai da mentira" porque nele não há nenhuma verdade, é quem dará origem a esse engano. As Escrituras revelam que ele é o deus deste mundo e trabalha nos filhos da desobediência, através deles e junto com eles para alcançar seus objetivos.
         O profeta Daniel nos deixou a seguinte profecia sobre o Anticristo:

"Depois, se levantará em seu lugar um homem vil, ao qual não tinham dado a dignidade real; mas ele virá caladamente e tomará o reino, com intrigas. As forças inundantes serão arrasadas de diante dele; serão quebrantadas, como também o príncipe da aliança. Apesar da aliança com ele, usará de engano; subirá e se tornará forte com pouca gente. Virá também caladamente aos lugares mais férteis da província..." (Dn 11.21-24).

Três palavras devem ser destacadas:
·         caladamente
·         intrigas
·         engano

         A palavra "caladamente" é mencionada duas vezes nessas poucas frases.
         O que ela significa? Simplesmente mostra que a Nova Ordem Mundial não será estabelecida pela força da guerra, mas "caladamente" – através de negociações, assinaturas de acordos e cooperação entre as nações. Isso, afinal de contas, é justamente o que todo ser humano deseja. Ninguém quer ver seu filho, filha, esposo ou esposa arriscar sua vida na guerra. Todos nós preferimos o caminho da paz. Sejam judeus ou cristãos, muçulmanos ou hindus, budistas ou ateístas, comunistas ou capitalistas, socialistas ou ditadores, todas as pessoas na face da terra querem paz – mas cada um em seus próprios termos, e é exatamente aí que o problema começa.
         Da perspectiva divina, este problema tem um enfoque diferente, pois a guerra, o desacordo e a controvérsia são resultados do pecado. Por esse motivo nós, como cristãos, sabemos com certeza absoluta que nenhuma nação ou movimento, nem a OTAN, nem a União Européia, nem as Nações Unidas, serão capazes de produzir uma paz duradoura.
Paz Duradoura
         A paz não é somente a ausência de conflito ou de guerra, mas é um dom de Deus. Estou falando daquela paz que ultrapassa todo o entendimento (veja Fp 4.7). Essa paz não pode ser obtida depositando nossa fé em um sistema. Ela virá quando confiarmos em uma pessoa: o Filho de Deus, Jesus Cristo de Nazaré. Ele pagou o preço necessário pelo pecado da humanidade, que é a causa da guerra. Quando Ele derramou Seu sangue na cruz do Calvário e bradou "Está consumado!" (Jo 19.30), o pagamento estava completo. Agora todos aqueles que vêm até Ele pela fé pedindo perdão pelos seus pecados recebem o perdão e a paz. Por isso, sabemos que a única paz que receberemos com certeza é aquela que podemos oferecer para todo mundo através do Evangelho.
         Essa não é uma paz coletiva, ela é individual. Não está baseada em um tratado, negociação ou acordo, tampouco foi escrita com tinta no papel. Ela foi selada com o sangue do Filho de Deus. Ele nos garante em João 14.27:

"Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como a dá o mundo. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize".  João 14.27

O Anticristo
         Quem é o Anticristo? Em resumo, ele será a obra-prima de Satanás, um homem de acordo com o coração do homem. Devemos prestar bastante atenção nas palavras que já destacamos antes:"caladamente""intrigas""engano". Nesse mesmo capítulo Daniel escreve: 


"Também estes dois reis se empenharão em fazer o mal e a uma só mesa falarão mentiras; porém isso não prosperará, porque o fim virá no tempo determinado" (Dn 11.27).

        Devemos entender os princípios fundamentais da negociação política. Não interessa qual seja a nação, suas negociações são sempre baseadas nas vantagens que pode obter para si. Nenhum político jamais negociou para beneficiar o seu oponente, nenhuma nação se preocupou com o bem da outra, especialmente quando se trata de uma nação inimiga que está prestes a guerrear. Essa atitude egoísta, de pensar apenas em si mesmo, é exatamente o espírito do Anticristo.
         Além disso lemos no versículo 36:

"Este rei fará segundo a sua vontade, e se levantará, e se engrandecerá sobre todo deus; contra o Deus dos deuses falará coisas incríveis e será próspero, até que se cumpra a indignação; porque aquilo que está determinado será feito". Esse é um egoísmo levado a extremos: "a sua vontade", "se levantará" e "se engrandecerá"!  Daniel 11.36

         Não é surpresa que hoje em dia se esteja ensinando nas escolas, nas universidades e muitas vezes até mesmo nas igrejas, que devemos aumentar nossa auto-estima e fazer tudo o que pudermos para fortalecer nosso amor-próprio. Mas essa filosofia é diametralmente oposta às Escrituras. Somos convidados a seguir a Jesus. Quem é Ele? Isaías 53.3 nos dá a resposta:


"Era desprezado e o mais rejeitado entre os homens; homem de dores e que sabe o que é padecer; e, como um de quem os homens escondem o rosto, era desprezado, e dele não fizemos caso".

         Por que os homens O desprezam e não fazem caso dEle? Porque Ele

"a si mesmo se humilhou, tornando-se obediente até à morte e morte de cruz" (Fp 2.8).

         Essas características são contrárias às procuradas pelo homem moderno.
Preparação para o Futuro
         Vamos continuar analisando o Anticristo, que a Bíblia diz ser quem comandará o mundo. O apóstolo João é o único que usa o termo "Anticristo" e ele escreveu que até mesmo em seus dias já existiam "muitos anticristos" (1 Jo 2.18). O que isso quer dizer? Significa simplesmente que a preparação para o estabelecimento do reino do Anticristo na terra começou durante os tempos de Jesus.
         Também devemos nos dar conta de que Jesus, quando veio, já ofereceu o reino dos céus para as pessoas de Israel. Ele proclamou a mesma mensagem que João Batista havia pregado antes:"Arrependei-vos, porque está próximo o reino dos céus" (Mt 3.2). Mas o povo de Israel rejeitou essa oferta e, como conseqüência, o reino lhe foi tirado. Israel foi destruído e os judeus foram dispersos por todas as nações do mundo. Esse fato, entretanto, não muda a eterna Palavra Profética de Deus, porque Ele estabelecerá o Seu reino na terra e trará paz sobre as nações do mundo. Ele irá cumprir o que diz Miquéias 4.3:

"Ele julgará entre muitos povos e corrigirá nações poderosas e longínquas; estes converterão as suas espadas em relhas de arados e suas lanças, em podadeiras; uma nação não levantará a espada contra outra nação, nem aprenderão mais a guerra".  Miquéias 4.3

          Enquanto isso, o grande enganador, Satanás, que também é chamado de grande dragão, antiga serpente e diabo, que é o pai da mentira, luta desesperadamente contra o estabelecimento do reino de Deus na terra.
         Como ele faz isso? Enganando todas as pessoas, fazendo-as crer que o homem é capaz de trazer a paz baseado apenas em sua própria força.
O Surgimento do Pecado
         Lemos a respeito da origem de Satanás (chamado também de Lúcifer em algumas traduções) em Isaías 14.12-14:

"Como caíste do céu, ó estrela da manhã, filho da alva! Como foste lançado por terra, tu que debilitavas as nações! Tu dizias no teu coração: Eu subirei ao céu; acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono e no monte da congregação me assentarei, nas extremidades do Norte; subirei acima das mais altas nuvens e serei semelhante ao Altíssimo".  Isaías 14.12-14

         A gloriosa "estrela da manhã" tinha um problema de elevada auto-estima, pois dizia: "eu subirei""exaltarei""me assentarei", "serei semelhante ao Altíssimo", e essa é a origem do pecado. O primeiro sucesso alcançado por ele foi enganar a serpente que, por sua vez, enganou Adão e Eva. Foi assim que o homem, criado à imagem de Deus, tornou-se um servo de Satanás.
         Portanto, os servos de Satanás, o grande destruidor e assassino desde o princípio, não podem produzir a paz. Como conseqüência, todas as negociações e tratados de paz assinados pelos políticos do mundo não são capazes de garantir uma paz duradoura. Mas a humanidade, de modo geral, acredita ser capaz de obtê-la sem o Príncipe da Paz. Como resultado, todos os políticos do mundo continuarão a trabalhar incessantemente em busca de apenas um objetivo: paz para a humanidade.
         Será desse modo que Satanás obterá sucesso em fazer surgir uma união sem precedentes entre toda a população mundial. Devemos ressaltar que Satanás não é o Anticristo, mas o Anticristo será uma pessoa totalmente inspirada pelo diabo.

O Anticristo Recebe Poder
         Quando lemos Apocalipse 13, vemos que a primeira besta, o Anticristo, que emerge do mar dos povos, aparentemente é alguém sem poder, um pobre coitado que não tem nada – não possui credenciais, exércitos, sistema político ou poder. Mas então lemos: "E deu-lhe o dragão o seu poder, o seu trono e grande autoridade" (v. 2). Os versículos 4 e 5 confirmam:



"e adoraram o dragão porque deu a sua autoridade à besta... Foi-lhe dada uma boca que proferia arrogâncias e blasfêmias e autoridade para agir quarenta e dois meses".  Apocalipse 13.4-5

        Além disso, lemos no versículo 7:

"Foi-lhe dado, também, que pelejasse contra os santos e os vencesse. Deu-se-lhe ainda autoridade sobre cada tribo, povo, língua e nação".  Apocalipse 13.7

        Já vimos que o Anticristo, que emerge do mar [das nações], recebe tudo o que possui do dragão, que é identificado assim no capítulo 12: "...o grande dragão, a antiga serpente, que se chama diabo e Satanás" (v. 9). Portanto, o Anticristo terá autoridade "...sobre cada tribo, povo, língua e nação" (Ap 13.7). Qual será o resultado? "Adorá-la-ão (à besta) todos os que habitam sobre a terra" (Ap 13.8).
         Ao analisarmos a tragédia ocorrida em 11 de setembro de 2001, devemos tentar olhar para a questão como um todo, para a História da humanidade. Esses terríveis ataques terroristas não foram um ato isolado de agressão e assassinato brutal, mas fazem parte de um processo que Satanás está usando para unir o mundo como um só povo e para fazer com que todos vejam apenas em uma pessoa o seu líder absoluto. Esse líder será o Anticristo.
Israel e Jerusalém

"...estou zelando por Jerusalém e por Sião. E, com grande indignação, estou irado contra as nações que vivem confiantes; porque eu estava um pouco indignado, e elas agravaram o mal" (Zc 1.14-15).

         O centro da controvérsia não está limitado aos ataques terroristas nos Estados Unidos, mas tem relação com um país do Oriente Médio: Israel. Há décadas Israel tem de lidar praticamente todos os dias com ataques terroristas. Os israelenses vivem em estado de alerta 24 horas por dia, sete dias por semana. Agora que esse tipo de terrorismo começou a se espalhar para lugares do mundo onde não estávamos acostumados a vê-lo, as nações, cada vez mais, farão debates, trabalharão em cooperação mútua e trocarão informações.
         A mensagem é clara para aqueles que são servos do Senhor: estamos entrando nos estágios finais dos últimos dias, que atingirão o seu clímax com o Arrebatamento da Igreja, seguido pelo início da Grande Tribulação. No final dos sete anos da Tribulação, Jesus Cristo retornará fisicamente ao mundo, sobre o Monte das Oliveiras, o que resultará na salvação de Israel e no julgamento de todo o mundo.
         Já que a profecia é a verdade da Palavra de Deus, minha oração é que aqueles que ainda não são cristãos e que, porventura, estejam lendo este livro, leiam também a Bíblia, a mensagem de Deus aos homens.
A Mensagem da Bíblia
         A Bíblia traz a seguinte profecia sobre os incrédulos: 


"Quando andarem dizendo: Paz e segurança, eis que lhes sobrevirá repentina destruição, como vêm as dores de parto à que está para dar à luz; e de nenhum modo escaparão" (1 Ts 5.3).

        Esse versículo é bastante claro: a paz e a segurança serão estabelecidas de uma maneira global. Não faz diferença se o terrorismo for eliminado e a paz reinar, pois isso será algo apenas temporário.
         A Bíblia também diz a respeito dos filhos de Deus:

"Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse Dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite, nem das trevas. Assim, pois, não durmamos como os demais; pelo contrário, vigiemos e sejamos sóbrios" (vv. 4-6).

          Nós fomos avisados para estarmos alertas, e não devemos cair nas armadilhas que Satanás prepara através dos eventos que estão acontecendo no mundo. Devemos analisar as obras das trevas de Satanás, reconhecer o engano e rejeitar completamente aquilo que não é verdadeiro.

Autor: Arno Froese

Estamos nestes ultimos dias apenas catalogando matérias que compartilham do nosso entendimento escatologico e desta maneira trazendo até você CARO LEITOR aquilo que entendemos será de grande valia para sua vida e pensamento teologico. Ajude-nos a manter este blog funcionando. Coopere com o nosso ministério divulgando e contribuindo financeiramente. Caso você queira fazer uma oferta via Cartões de Crédito ou de Débito,  ou ainda via deposito bancário, escreva para nós em  egalves7@gmail.com  informando-nos o valor  da sua oferta e seus dados para contato telefonico. Sei que Deus te recompensará rica e abundantemente.
Siga-nos no twitter @PrElimarGomes e ou no FaceBook: PrElimar Gomes-Alves.
Semana de vitórias pra você e sua familia.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

A Volta de Cristo

         Quando eu era criança, o grito da igreja era: "Cristo está voltando! Como o ladrão da noite, Ele voltará quando menos se esperar. Virá num piscar de olhos, ao soar da trombeta. Fique preparado o tempo todo". 
         Por toda a minha adolescência, esse grito era ouvido todo culto de domingo. Todo evangelista que vinha pregar na igreja de meu pai tinha uma mensagem comovente sobre o breve retorno de Cristo. Seus gritos se perdem em minha memória. E a mensagem formava em mim um temor e expectativa santos. Aprendi a viver esperando o Senhor voltar a qualquer momento. Esse grito: "Cristo está voltando", raramente se ouve hoje na igreja. Não me lembro da última vez em que ouvi uma mensagem sobre a volta de Jesus. Como resultado, quando olho o corpo de Cristo, vejo pouca expectativa pela breve volta do Senhor. É triste, mas só uns poucos e fiéis servos parecem desejar e querer apressar a Sua manifestação. Na verdade, há uma nova mentalidade quanto a esse assunto entre muitos cristãos. A idéia é: "Jesus não está voltando. Ouvimos isso há anos. De todas as profecias que precisam se cumprir antes de Sua vinda, só poucas se realizaram. Por que devemos esperar a Sua volta? Tudo continua do jeito que sempre foi". 
         A Bíblia previne quanto a essa mentalidade. Pedro diz que haveria escarnecedores nos últimos dias, zombando da mensagem quanto à vinda de Jesus:

"Nós últimos dias, virão escarnecedores com os seus escárnios, andando segundo as próprias paixões e dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? Porque, desde que os pais dormiram, todas as cousas permanecem como desde o princípio da criação" (2 Pedro 3:3-4).

        Incrível, muitos temem a volta de Cristo. O fato de pensarem em suas vidas chegando ao fim, e terem de enfrentar o dia do Juízo é tão amedrontador, que eles tiram isso da mente. Como tal coisa poderia acontecer com crentes, você pergunta? Segundo Pedro, suas vidas são ditadas por desejos: "andando segundo as próprias paixões" (3:3). Pense no que Pedro está dizendo. Se você se prende a um pecado favorito, não vai querer nada com esta mensagem da volta de Cristo. A idéia de que Jesus virá e o julgará é o pensamento mais assustador que um pecador pode ter. Então é preciso zombar da idéia de ter de se comparecer diante de Deus em meio à suas cobiças devastadoras, e prestar contas. A mensagem de Pedro para nós é clara: "Eis o que está por trás de toda impertinência quanto à volta de Cristo: zombaria da lei de Deus. É o ódio pela Bíblia, o depreço pelos Dez Mandamentos, o descaso pelo evangelho. Esse é o motivo que está por trás de toda corrupção, de toda essa petulância do pecado, da impotência da igreja. Os escarnecedores estão pregando uma nova mensagem: Cristo não está voltando. Não tem isso de acerto de contas. Tudo continua do mesmo jeito há anos. A gente não precisa ter medo do dia do Juízo". 
         Bem como Pedro profetizou, esses zombadores estão presentes hoje. E não estão zombando da lei terrena. Estão zombando das leis de Deus. Você vê isso na força feita para se romper a instituição do casamento entre um homem e uma mulher. Eles não se concentram na Constituição, mas na palavra de Deus. E tais escarnecedores estão em altos postos: no Congresso, em altas cortes, nas faculdades e escolas, até em seminários bíblicos. Por causa dessa licenciosidade desenfreada, as pessoas são atacadas por uma cegueira deliberada. Os escarnecedores podem ser ouvidos dizendo, "Tudo continua se mostrando de maneira ordenada. O sol amanhã se levantará na hora programada, as estações virão e se irão. Tudo aquilo que nos foi dito no passado ainda não aconteceu. Então, não deixe que nada lhe atrapalhe. Curta e desfrute das coisas. Faça tudo que te deixa feliz". Tenho de abanar a cabeça diante disso. Como alguém vivendo hoje poderia dizer que as coisas continuam como sempre foram? Pense no absurdo dessa declaração nesse tempo de terror. Terroristas destruíram as Torres Gêmeas em Nova York. Explodiram uma estação de trens na Espanha. E estão decapitando pessoas no Oriente Médio. Já foi dito que um genocídio em massa como o Holocausto nunca poderia acontecer em nossos dias. Contudo 700.000 ruandans inocentes foram mortos pelos próprios compatriotas em poucos meses. A AIDS está matando milhões de pessoas na África, na China, Índia em outros países. Países ameaçando uso da bomba de hidrogênio se põem na posição de manter o resto do mundo como refém. E há um crescimento de novas doenças mortais, como a SARS e Ebola, que consomem o corpo de uma pessoa em semanas. "Tudo continua como sempre"? Que ignorância teimosa. Deve estar claro até para os ímpios que o Senhor está abalando tudo que é possível ser abalado. E o que virá em futuro próximo é muito terrível até de se pensar. No entanto, à medida que tudo isso acontece, há uma força poderosa e invisível agindo na terra. É um poder do qual nenhum homem pode se esquivar, ou ignorar. Estou falando do poder do Espírito Santo. Ele é o administrador de Cristo na terra. Foi enviado para dar poder aos justos, e convencer o mundo do pecado, da justiça e do juízo. 
         O Espírito Santo sabe exatamente porque Jesus ainda não voltou. É porque o nosso Senhor é longânimo. É paciente com o pecador, desejando que nenhum pereça. Em Sua misericórdia, está esperando que o mais vil dos pecadores se arrependa. E por essa específica razão, o Espírito Santo não irá afrouxar Sua tarefa. Você pode zombar ou tentar se livrar dEle, mas o Espírito volta vez após outra, convencendo do pecado e revelando a verdade de Cristo. Apesar de Que os Escarnecedores Virão, as Escrituras Dizem que o Espírito Santo Também Virá nos Últimos Dias, Se Derramando Sobre a Terra, Isso aconteceu, no Pentecostes. E agora, ao final dos tempos, o Espírito Santo está dando o grito final, da meia noite: "Cristo está voltando". Os muçulmanos e os hindus ouvirão esse grito. Todo pecador, todo santo, todo judeu ou gentio sobre a terra o ouvirão. Essa verdade será proclamada às nações. Pode-se perguntar, "De que tipo de volta de Cristo você está falando? Está se referindo a um arrebatamento secreto? Está falando da volta pré, meio ou pós tribulacionista? Ou, você quer dizer que Cristo virá no extremo final dos tempos?". Alguns cristãos acreditam que Jesus subitamente evacuará o Seu povo da terra naquilo que é chamado de arrebatamento. Outros ensinam que Cristo virá na metade de um período conhecido como a grande tribulação. Esse período duraria sete anos, marcado por terror e caos de um modo nunca antes visto pelo mundo. Outros crêem que Jesus virá ao final desse período de sete anos de tribulação. Outros ainda ensinam que Cristo voltará ao final extremo de todas as coisas. Há respeitados estudiosos bíblicos em cada um desses campos. Porém há algo com o que todo cristão pode concordar: o próprio Jesus diz que ninguém sabe a hora de Sua vinda, nem mesmo os anjos. E para a pessoa verdadeiramente apaixonada por Cristo, a hora de Sua volta não é problema. Tais servos estão prontos para partirem a qualquer momento, seja por meio de um súbito arrebatamento ou em meio da tribulação. Não importa a eles que tenham de suportar tremendas provações e sofrimentos. Eles confiam que o mesmo Jesus que cuida deles agora a cada dia, cuidará deles em meio a tudo. Eles vivem em expectativa constante da Sua volta. Não, há aqui algo mais forte em ação. E isso é a idéia maligna que Satanás implantou em muitos que se dizem verdadeiros crentes. O diabo está cochichando uma mentira cruel nos ouvidos de multidões dentre o povo de Deus: "Cristo não tem previsão para voltar". 
         Em Mateus 24, Jesus conta uma parábola quanto a se estar preparado:

"Por isso, ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o Filho do homem virá. Quem é, pois, o servo fiel e prudente, a quem o senhor confiou os seus conservos para dar-lhes o sustento a seu tempo? Bem-aventurado aquele servo a quem seu senhor, quando vier, achar fazendo assim. Em verdade vos digo que lhe confiará todos os seus bens." "Mas, se aquele servo, sendo mau, disser consigo mesmo: Meu senhor demora-se, e passar a espancar os seus companheiros e a comer e beber com ébrios, virá o senhor daquele servo em dia em que não espera e em hora que não sabe e castiga-lo-á, lançando-lhe a sorte com os hipócritas; ali haverá choro e ranger de dentes" (Mateus 24:44-51).

        Note aqui que Jesus está falando de servos, significando crentes.Um servo é chamado fiel e o outro mau. O que torna o último servo mau aos olhos de Deus? Segundo Jesus, é algo que ele diz "consigo mesmo" (24:48). Esse servo não o diz em voz alta, e não o prega. Mas pensa. Ele vendeu o coração à mentira demoníaca de que "Cristo não tem previsão de volta". Note que ele não diz, "O Senhor não vai voltar", mas "não tem previsão de volta". Em outras palavras: "Jesus não virá de repente, inesperado. Não voltará na minha geração". Esse "servo mau" é claramente um tipo de crente, talvez até mesmo um ministro. Ele recebeu a ordem de "vigiar" e ficar "preparado", "porque, à hora em que não cuidais, o Filho do homem virá" (Mateus 24:44). Porém tal homem acalma a consciência aceitando a mentira de Satanás. Jesus nos mostra o fruto desse tipo de raciocínio. Se um servo está convencido de que o Senhor não tem previsão de volta, então não vê necessidade de uma vida reta. Ele não é compelido a fazer as pazes com os demais servos. Não vê necessidade de preservar a unidade no lar, no trabalho, na igreja. Ele pode ferir o próximo, acusá-lo, guardar rancor, destruir a reputação desse próximo. Como Pedro diz, tal servo é movido por suas paixões. Ele quer viver em dois mundos, se entregando a uma vida no mal e ao mesmo tempo acreditando estar seguro diante de um julgamento de justiça. 
         Alguns Dizem que Paulo Preveniu Contra a Pregação de Que a Vinda do Senhor Está Próxima, Para Não Agitar as Pessoas 
         Paulo escreveu:

"Irmãos, no que diz respeito à vinda de nosso Senhor Jesus Cristo e à nossa reunião com ele, nós vos exortamos a que não vos demovais da vossa mente, com facilidade, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como se procedesse de nós, supondo tenha chegado o Dia do Senhor" (2 Tess. 2:1-2).

        Os escarnecedores referem, "Veja, alguém na igreja primitiva agitou os crentes com a mensagem de que Cristo estava prestes a chegar. E Paulo lhes disse, Não, não se preocupem com isso. Não deixem que isso os incomode ou preocupe"’. Mas não é isso que o original grego revela. A raiz grega é "[não vos perturbeis]...supondo tendo chegado o Dia do Senhor". O que perturbou os tessalonicenses foi acharem que Cristo já teria vindo, havendo eles perdido esse acontecimento. Paulo lhes assegura no versículo seguinte,

"Ninguém, de nenhum modo, vos engane, porque isto não acontecerá sem que primeiro venha a apostasia e seja revelado o homem da iniqüidade, o filho da perdição" (2 Tess 2:3).

         Paulo estava apenas dirigindo-se aos temores deles quando disse, "Não se preocupem, pois duas coisas precisam acontecer antes". Então, qual é a teologia primordial de Paulo quanto à volta de Cristo? Nós a encontramos em duas passagens:

"E digo isto a vós outros que conheceis o tempo: já é hora de vos despertardes do sono; porque a nossa salvação está, agora, mais perto do que quando no princípio cremos. Vai alta a noite, e vem chegando o dia" (Romanos 13:11-12).

"Seja a vossa moderação conhecida de todos os homens. Perto está o Senhor" (Filipenses 4:5).

        Paulo está gritando: "Acordem! Já passou da meia-noite. A vinda do Senhor está próxima, então mexam-se. Não sejam indolentes. Jesus está voltando para os que O aguardam". 
         Os céticos podem perguntar: "Mas e as palavras ditas pelo próprio Paulo? Ele realmente disse que duas coisas tinham de acontecer antes da volta de Cristo. Primeiro, o Senhor não virá enquanto uma grande apostasia não ocorrer. E segundo, o anticristo tem de levantar e se proclamar Deus. Teremos de ver o anticristo sentado no templo, exigindo que as pessoas o adorem, antes que Jesus volte". Primeiro de tudo, alguém precisa estar deliberadamente cego para não ver uma apostasia violenta agarrando o mundo. A incredulidade varre as nações, com crentes caindo por todo lado. A apostasia a qual Paulo se refere claramente já chegou. Note as palavras de Paulo aqui: "O mistério da iniqüidade já opera" (2 Tess. 2:7). O quê é esse mistério da iniqüidade? É a transgressão. É um espírito do caos, sem nenhum respeito pela lei de Deus. E é a razão específica pela qual Deus destruiu a terra pelo dilúvio, devido à violência e corrupção humanas. Se a transgressão que Paulo viu em seus dias apenas aumenta, não é de se admirar que hoje as pessoas decentes fiquem alarmadas e assustadas com o que vêem acontecer. Leis e instituições que durante séculos evitaram que a sociedade caísse no caos estão sendo rasgadas a torto e a direito. Paulo diz o seguinte sobre isso: "Aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém" (2:7). Ele está dizendo: "Há um poder de refreamento agindo, detendo o caos. Mas este que restringe está prestes a ser removido". O Espírito sempre estará aqui para cumprir Sua missão. Mas Seu ministério de restrição será "levado", ou içado, "afastado". Não consigo imaginar nenhum outro poder que seja capaz de restringir a corrupção, a transgressão, além do Espírito Santo. Pense no que acontece a uma sociedade quando o Espírito Santo remove o Seu poder de restrição. Todas as instituições, sejam as do governo até a da família, saem totalmente de controle. Não dá para imaginar como seria Nova York sem que o Refreador estivesse detendo a explosão do mal. Eu não gostaria de estar perto dessa cidade se o Santo Espírito não estivesse em ação. 
         Mas vemos um espírito de transgressão agindo por todo o mundo. As forças do anticristo já estão se reunindo e revelando em altos níveis. Agora mesmo, a União Européia está estabelecendo uma Constituição que nega totalmente a Deus. Um ministro Pentecostal da Suécia está hoje na cadeia por ter pregado contra o homossexualismo. Isso é só um sinal de como o cenário está sendo preparado. Pode-se dizer: "Sim, mas Paulo diz claramente que Jesus não pode voltar enquanto o anticristo não estiver no poder". Mas atente ao que as escrituras dizem:

"Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? Este é o anticristo, o que nega o Pai e o Filho" (I João 2:22).

        Segundo João, o anticristo é qualquer um que negue o Pai e o Filho. E mais, diz ele, o aumento destes anticristos é prova de que estamos vivendo exatamente nos últimos dias. Além disso, virá um homem que irá incorporar o "nome do pecado". Em resumo, nada está detendo a volta de Cristo. Pense no terrorismo mundial, na deificação do ego, nos ataques grosseiros contra a instituição do casamento e valores piedosos. Pense na brutalidade islâmica, no homossexualismo militante, na vileza da TV e do cinema, no assédio freqüente contra crianças. Uma diocese católica nos EUA há pouco declarou falência, incapaz de pagar os milhões de dólares adjudicados a sessenta crianças vítimas de assédio sexual cometidos por um sacerdote. Leve em conta que tudo isso ocorreu estando ainda sob restrição. Eu lhe pergunto, o que acontecerá quando Deus disser Àquele que está detendo tais coisas: "Remova a Tua mão de contenção. Deixe que sigam o seu próprio curso até o ápice"? Paulo nos dá um quadro disso:

"Aguarda somente que seja afastado aquele que agora o detém (o Refreador); então, será de fato, revelado o iníquo" (2 Tess. 2:7-8).

         O Espírito Santo sabe o quê deve breve acontecer, quando inexistirão mais restrições. Todo homem se entregará às suas paixões. Toda religião militante forçará seus deuses sobre as outras. Tudo que for santo será desprezado. Toda lei será quebrada livremente. E a igreja apóstata pregará as doutrinas mais corruptas e malditas do inferno. Tudo está ajustado para acontecer até mesmo agora. Uma grande apostasia cobriu a terra. O ego assumiu o trono do coração do homem. E em um tempo muito curto, quando o Refreador tiver partido, virá o que Paulo chama "operação do erro, para darem crédito à mentira" (2 Tess. 2:11). 
         Que mentira é essa? Trata-se da aceitação cega de que qualquer pessoa que vier em nome de Jesus fala por Deus. Falsos mestres se levantarão, que aceitam Cristo como um bom homem mas não como Deus: "tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder" (2 Timóteo 3:5). Os que seguirem esses enganadores serão atraídos a um outro Jesus, a um outro evangelho. A cegueira será devastadora, arrebanhando multidões, inclusive os que antes estavam em chamas para o Senhor. Por que Deus vai parar o Refreador? Porque, diz Paulo, "não deram crédito à verdade; antes, pelo contrário, deleitaram-se com a injustiça" ( 2 Tess. 2:12). Agora mesmo estamos vendo o refreamento do Espírito Santo sendo removido um pouquinho mais a cada dia. 
         Isso Nos Leva ao Ponto Central da Mensagem: O Anseio no Coração do Homem ou da Mulher Que Está em Cristo 
         No Apocalipse, Jesus anuncia:

"Eis que venho sem demora. Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro" (Apocalipse 22:7).


     Cinco versículos adiante Cristo diz:

"E eis que venho sem demora, e comigo está o galardão que tenho para retribuir a cada um segundo as suas obras" (Apocalipse 22:12).

     Cá está o anseio do coração de todos os que aguardam com expectativa a volta de Jesus: "O Espírito e a noiva dizem: Vem!" (22:17). Isso se refere à noiva de Cristo, constituída de um corpo mundial de crentes sob o Seu senhorio. Todos esses servos são crentes nascidos de novo, e purificados pelo sangue. Você pode dizer: "Compreendo que este seja o anseio do coração do crente. Mas por que o Espírito também clama a Jesus, Vem?". É porque esta é a última oração do Espírito Santo, sabendo que Sua obra sobre a terra está quase completada. Como Paulo ou Pedro, a quem Deus comunicou que seu tempo sobre a terra era curto, o Espírito igualmente clama: "Vem, Senhor Jesus". Então, onde ouvimos hoje esse clamor do Espírito? Ele vem através daqueles que estão assentados com Cristo nos lugares celestiais, que vivem e andam no Espírito, cujos corpos são templo do Espírito Santo. O Espírito clama neles e através deles, "Apressa-te Senhor, vem". Quero lhe perguntar: qual foi a última vez que você orou, "Senhor Jesus venha rápido, venha breve"? Pessoalmente, não me lembro de ter feito essa oração. O fato é que eu nunca achei que poderia apressar a volta de Cristo permitindo que o Espírito fizesse essa prece através de mim. Mas Pedro nos dá prova dessa incrível verdade:

"Esperando e apressando a vinda do Dia de Deus, por causa do qual os céus, incendiados, serão desfeitos, e os elementos abrasados se derreterão" (2 Pedro 3:12).

        Em grego, a frase "apressando a vinda do Dia..." significa "acelerando, instigando". 
         Pedro diz que nossas preces expectantes estão apressando, adiantando, insistindo junto ao Pai para rapidamente enviar de volta o Seu Filho. Só um ponto está detendo esse glorioso evento. Trata-se de uma única questão não resolvida:

"Não retarda o Senhor a sua promessa, como alguns a julgam demorada; pelo contrário, ele é longânimo para convosco, não querendo que nenhum pereça, senão que todos cheguem ao arrependimento" (2 Pedro 3:9).

        A misericordiosa paciência do Senhor dita a hora de Sua volta. Então, isso quer dizer que não devemos orar para a Sua vinda? Nada disso. O próprio Cristo nos diz no evangelho de Marcos:

"Porque aqueles dias serão de tamanha tribulação como nunca houve desde o princípio do mundo, que Deus criou, até agora e nunca jamais haverá. Não tivesse o Senhor abreviado aqueles dias, e ninguém se salvaria; mas, por causa dos eleitos que ele escolheu, abreviou tais dias" (Marcos 13:19-20).

        Imagine o quê poderia acontecer se, por todo o mundo, a noiva de Cristo despertasse e orasse no Espírito, "Jesus, venha" ? 
         Ainda, se creio que o mundo dispara em direção ao caos irrefreável, e que Cristo voltará breve, então o meu clamor deve ser dirigido em favor aos meus familiares e amigos que estejam despreparados. Seria hipocrisia eu orar para Jesus vir, e no entanto não interceder para que os meus queridos estejam preparados para aquele dia. A minha oração deve ser, "Venha, Senhor. Mas primeiro, dê a meus familiares e amigos que estejam perdidos, ouvidos para ouvir. Salve-os, salve os perdidos". Paulo escreveu a seu filho espiritual, Timóteo:

"Sem cessar, me lembro de ti nas minhas orações, noite e dia" (2 Timóteo 1:3).

        Você pode dizer com consciência pura que tem orado por seus queridos não salvos com tal intensidade? Eis o Âmago da Questão: Por um instante, ponha de lado todas as doutrinas quanto à volta de Cristo. Atente para esse clamor do homem ou mulher que amam o Seu aparecimento: "Então, veremos face a face. O contemplaremos" (ver I Coríntios 13:12). A volta de Jesus não deve lhe perturbar. Ela deveria lhe entusiasmar. Se você realmente ama uma pessoa, então quer ficar perto dela. Dá para você imaginar como é Jesus chamando o seu nome? Imagine um casal recém casado, e o marido sendo convocado para se ausentar por um período longo, seja a negócios ou para o exército. Ele diz à noiva, "Eu voltarei, mas não sei quando. Eis o endereço onde você poderá me achar". Durante os primeiros anos, a noiva escreve sempre ao marido, lindas cartas de amor. Mas nunca diz, "Por favor - volte logo!". Dez anos se passam, depois vinte, e cada vez ela lhe escreve menos e menos. Ainda assim, nunca diz, "Volte rápido, eu te suplico. 
         Preciso do teu abraço, preciso ver o teu rosto. Estou orando para que você volte logo". Esse é um retrato da igreja hoje. Como podemos dizer a Cristo que O amamos e temos saudades, se nunca oramos para que volte para nós? Como pode acontecer de nunca expressarmos que Ele deve voltar depressa e nos levar consigo, e assim estarmos em Sua companhia constante? Como pode acontecer de não dizermos, "Não dá mais para resolver sem que estejas aqui. Não quero ficar longe de Ti" ? 
         Em meio ao nosso tempo, ouço Jesus dizendo, "Certamente, venho sem demora" (Apocalipse 22:20). E ouço a noiva de Cristo respondendo, "Vem, Senhor Jesus!" (22:20). 

Que Deus nos abençoe                                                                                           Autor: David Wilkerson

Siga-nos no twitter @PrElimarGomes
Esteja pois preparado oh! Israel para te encontrares com o Senhor teu Deus!!!

Nosso FACEBOOK

Seguidores

Páginas