My script

Siga-nos no Facebook

Nosso Instagram

Instagram

segunda-feira, 25 de julho de 2011

A riqueza da verdade em Provérbios 23:19-23

"Ouça, meu filho, e seja sábio; guie o seu coração pelo bom caminho. Não ande com os que se encharcam de vinho, nem com os que se empanturram de carne. Pois os bêbados e os glutões se empobrecerão, e a sonolência os vestirá de trapos. Ouça o seu pai, que o gerou; não despreze a sua mãe quando ela envelhecer. Compre a verdade e não abra mão dela, nem tampouco da sabedoria, da disciplina e do discernimento".


Esta sessão de Provérbios apresenta bons conselhos para os filhos iniciando no versículo 19, nós nos concentraremos no versículo 23 onde encontramos uma importante lição sobre a verdade.

"Compre a verdade e não abra mão dela, nem tampouco da sabedoria, da disciplina e do discernimento".

É através da verdade que nossas vidas devem ser guiadas e governadas. Alguém poderia questionar esta afirmação, contudo devemos lembrar que não pode existir bondade sem verdade, nossas vidas devem ser orientadas por princípios e estes devem ser pautados na verdade. É pelo poder da verdade, conhecida, crida e obedecida que somos livres das forças tenebrosas do pecado. O texto sugere que há um processo na aquisição da verdade, há um exercício para o entendimento, isso não se dá por geração espontânea e por esta razão devemos adquirir a verdade.

O texto bíblico nos diz: “Compra a verdade”
A idéia aqui presente é que devemos romper com qualquer coisa em nome da verdade. Note que a passagem não nos diz quanto custa a verdade. Devo fazer uma confissão: minha tendência ao comprar alguma coisa é sempre procurar pelo mais barato. O que não chega a ser um problema, mas imagine se eu aplicasse isso na aquisição da verdade? Quero a verdade mais barata que se possa adquirir. Não é possível!
A passagem tenta nos estimular com o fato de que a verdade deve ser adquirida a qualquer preço, não importa quanto custe, adquirir a verdade é sempre um bom negócio e por esta razão não devemos nos arrepender. Você já comprou a verdade? Quando compramos a verdade, nos tornamos compromissados com os valores da palavra de Deus. Nossa vida não mais se resumirá em recitações de textos, ou em cantar música sacra. Comprar a verdade nos faz viver pela verdade. Isso produz uma família melhor, uma relação patrão-empregado mais equilibrada e justa, isso muda nossa maneira de viver em igreja.      

O fato é devemos investir tudo o que temos e o que somos na assimilação da verdade em nossas vidas. Tive no começo de meu ministério contato com muitos homens sinceros, um deles me disse: “Leandro se apenas uma palavra deste livro passar a fazer parte de nossas vidas isso produzirá uma revolução”. Ele disse isso apontando para a Bíblia. Hoje líderes Cristãos precisam comprar a verdade e não vendê-la, ainda que o custo seja alto, e reconheço que muitas vezes o é.
Um ponto importante em torno desta questão é que quando adquirimos a verdade, sabemos o que é autêntico e o que não é. Assim sendo, todos os dias seremos desafiados a vendermos a verdade. Como você deve ter notado nesta passagem, o autor usa de uma técnica de redação chamada paralelismo onde a segunda frase confirma a primeira. “Compra a sabedoria, a instrução, e o entendimento”. É interessante que sabedoria, instrução e entendimento estejam lado a lado com a verdade nesta passagem, isso porque nossa sociedade tem a tendência de coroar como sábios os mentirosos e tolos, aqueles que sustentam e vivem pela verdade. “Você não tem amantes?”, dizem eles, “Que tolice!” Quando escolhemos sofrer até mesmo prejuízos temporais a que negligenciar a verdade, aí então de fato compramos a verdade. Mas nada se compara com o doce prazer de colocar a cabeça sobre o travesseiro e descansar sabendo que naquele dia não vendemos a verdade. Este é o prazer de uma consciência pura.

Um comentário:

  1. Que belo histórico meus amados ,que o Grande e Poderoso Deus possa continuar usando-os grandiosamente.2 cR 7.17,18.

    ResponderExcluir

Nosso FACEBOOK

Seguidores

Páginas