My script

Siga-nos no Facebook

Nosso Instagram

Instagram

sábado, 8 de outubro de 2011

Amor é como segurar um filhote de Boxer

Amor é como segurar um filhote de Boxer
As vezes fico tentando entender porque o mundo está tão errado, porque existe tanta maldade, tantas brigas, desentendimentos, tanta falta de carinho.

Existe uma frase que diz que o amor é como segurar um filhote de animal na mão.
Imagine você segurando um filhote de Boxer com alguns meses na mão. Se você o envolver com muito amor e carinho, vai encaixar ele em sua mão até o ponto em que ele esteja completamente envolvido, seguro e confortável, ele vai querer ficar ali para sempre, sentindo seu afeto e calor. Já se você apertar demais, ele vai gritar, morder e fazer de tudo para ir para longe de você.

Acho que os pais de hoje estão segurando solto demais seus filhos, querem dar de tudo para os filhos, pensando apenas na parte material, se matam de trabalhar e se esquecem do amor. Esquecem que não adianta ter todo dinheiro do mundo se não tiver amor. De que adianta ter tanto dinheiro e não ter o carinho e a companhia dos pais?

Criar um Boxer é uma experiência bem interessante. Você pega o filhote e ele é lindo, fofo, uma gracinha. Mas você tem que ter em mente que um dia ele vai crescer, vai pesar trinta quilos, e você tem que educá-lo para que ele goste de você e ao mesmo tempo te respeite.

Você deve dar carinho ao Boxer, brincar com ele, mas ao mesmo tempo impor limites. Por exemplo, você brinca, corre e faz travessuras com ele, mas quando ele começar a te morder, diga a palavra “NÃO” e mostre para ele que não deve fazer aquilo, faça uma cara feia. É claro que o filhote não vai entender logo na primeira vez, mas se toda vez que ele morder você corrigir, ele vai aprender e entender que aquilo não é bom, pois faz você se afastar dele, e com certeza ele não vai querer isso, e vai parar de te morder.

Hoje em dia os pais acham que o filho tem que comer do bom e do melhor, não podem passar vontade, mas não dão o alimento mais importante, que é a companhia e o amor.
Para um Boxer você pode dar a melhor ração do mercado, pegar uma ótima marca, porém se você não dedicar um tempo do seu dia para brincar com o Boxer, lançar a bola para ele buscar, fazer um carinho nele, e o mais prazeroso que é dar um passeio, de nada vale a melhor ração do mundo.

Você deve alimentar bem o Boxer, porém sem exagero para que ele não se torne um cão obeso. Imagine se você não impor limites e deixar seu Boxer livre e solto, e quando ele tiver com um ano, vai estar com 30 quilos, enorme, e sem limites, vai ficar pulando em todo mundo, comer as coisas, etc. Ao invés de um amigo, você vai ter uma dor de cabeça.

Como está a relação entre você e seu filho, como está a relação entre você e seu pai? Mais ou menos, então adote um Boxer ele vai aproximar vocês. Está péssima, então adote dois Boxer e faça longas caminhadas, cada um com um Boxer. Está ótima, então adote um Boxer para abrilhantar mais ainda a sua vida.

Boxer é um grande amigo! Vai te fazer sorrir! Vai te fazer chegar ao extremo do nervoso e em seguida ao estremo da risada por ter chego ao estremo do nervoso.

Adote um Boxer e sinta o que é ter alguém que te ama mais do que a si próprio!

Autor: Drausio ( drausio.henrique@gmail.com) - http://www.meuboxer.com.br/Blog.aspx?IdBlog=9

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Nosso FACEBOOK

Seguidores

Páginas